Artista japonesa cria construção sob medida para crustáceos

Por fabiosaraiva
A artista japonesa Aki Inomata | Divulgação A artista japonesa Aki Inomata | Divulgação

A artista japonesa Aki Inomata, 29, é autora do projeto “Por que não dar ‘abrigo’ aos caranguejos?”. Ela criou conchas para caranguejos adornadas com miniaturas de paisagens de cidades. Entre os formatos, está o horizonte da cidade de Nova York e um templo budista de Bangcoc, na Tailândia. Ela contou ao Metro como chegou às formas carregadas pelos crustáceos:

O que te inspirou a fazer as conchas?

Em 2009, ouvi falar de uma disputa entre a França e o Japão após a demolição de uma velha embaixada em Tóquio. As duas nações debateram a quem pertencia a terra e, em seguida, concordaram em revezar a propriedade a cada 50 anos. Isso me fez pensar sobre a mudança de identidade e em como o caranguejo bernardo-eremita (que mora em conchas abandonadas por caracóis) vai “trocando de casa” quando fica maior. Eu queria relacionar os caranguejos à nossa própria adaptabilidade.

 

Mas qual a razão para as paisagens urbanas?

Em japonês, esses caranguejos são chamados de yadokari, que significa aquele que vive em uma moradia temporária. O significado em japonês e a noção de algo fabricado pelo homem estão intimamente ligados. Eu escolhi as paisagens urbanas por suas diferentes formas. Houve algumas que eu não pude exibir, porque os caranguejos não gostaram.

 

Como você fez as conchas?

Usei um scanner CT, normalmente utilizado para fazer tomografias em humanos, para mapear conchas do mar. Com esses dados, usei uma impressora 3D para produzir os abrigos translúcidos à base de resina. Os caranguejos usaram suas garras para conhecerem suas novas casas, antes de se mudarem definitivamente.

 

Eles gostaram?

Disseram ter achado bonito (risos). Sério, eu não tenho certeza de que gostaram, mas começaram a se mover mais rápido, uma vez que a concha fabricada é mais leve que a natural.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo