Turquia condena ex-chefe militar por tramar golpe

Por Carolina Santos
Polícia usou água para dispersar manifestantes que iam ao tribunal | OSMAN ORSAL/reuters Polícia usou água para dispersar manifestantes que iam ao tribunal | OSMAN ORSAL/reuters

Um tribunal turco condenou à prisão perpétua Ilker Basbug, que foi chefe do Estado Maior entre 2008 e 2010. O militar e outros 274 réus respondiam pelo planejamento de um golpe de Estado contra o premiê, Recep Erdogan. Dezenas foram condenados.

“Isso é absolutamente histórico”, diz Bayram Balci, especialista em Turquia no Carnegie Endowment for International Peace. “Essa é a primeira vez que militares são condenados pelo poder civil com tamanha severidade.”

Tentativas de golpe de Estado são comuns na Turquia. Em nenhum dos outros episódios, porém, os envolvidos foram responsabilizados.

Bayram Balci acredita que o resultado tenha sido influenciado pela situação no Egito, onde um golpe derrubou o governo islâmico. “Eu me pergunto se não há algo de revanche na condenação, e isso pode ser perigoso para a Turquia”, pondera.

Loading...
Revisa el siguiente artículo