EUA pedem a norte-americanos no Iêmen que deixem país imediatamente

O anúncio foi feito um dia depois do governo dos Estados Unidos ter prologando até sábado | Reuters Embaixada britânica também está fechada no país | Reuters

Os Estados Unidos pediram nesta terça-feira a seus cidadãos no Iêmen que deixem o país imediatamente, devido à ameaça de “ataques terroristas”, informou o Departamento de Estado dos EUA em comunicado.

O Departamento de Estado também disse que ordenou os funcionários do governo dos EUA em funções não essenciais a deixarem o Iêmen.

As novas medidas foram tomadas após Washington ter declarado um alerta de segurança elevado na sexta-feira, que levou ao fechamento de várias embaixadas ocidentais no Iêmen e de diversas missões diplomáticas dos EUA em todo o Oriente Médio e África.

Os pedidos de saída do Iêmen também foram feitos depois da morte de pelo menos quatro supostos membros da Al Qaeda na madrugada desta terça, no que líderes tribais locais disseram ter sido um ataque de drones dos EUA na região central do país.

“O Departamento pede aos cidadãos norte-americanos que adiem viagens para o Iêmen e aos cidadãos norte-americanos que vivem atualmente no Iêmen que partam imediatamente”, disse o comunicado publicado no site do órgão.

“Em 6 de agosto de 2013, o Departamento de Estado ordenou a saída de pessoal não emergencial do governo dos EUA do Iêmen devido ao potencial contínuo de ataques terroristas”, acrescentou.

Loading...
Revisa el siguiente artículo