Uruguai registra primeiro casamento gay

O Senado uruguaio aprovou em abril a legalização do casamento homossexual por ampla maioria

O Registro Civil uruguaio recebeu nesta segunda-feira pela primeira vez na história o pedido de registro de casamento por parte de um casal homossexual, depois que o país legalizou em abril o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo.

Rodrigo Borda e Sergio Miranda – que estão juntos há 14 anos – cumpriram o trâmite de registro às 7H32, no primeiro passo para o “sim”. “É surpreendente e divertido ver a quantidade de apoio da mídia. Sabíamos que não seria privado porque decidimos fazer de modo público para ajudar com a visibilidade”, disse Borda.

Com um grande sorriso, acompanhados de alguns familiares e amigos, Borda e Miranda – de 39 e 45 anos, respectivamente, ambos profissionais de comunicação – anunciaram que a partir de 16 de agosto poderão marcar a data do casamento.

“Estamos celebrando e compartilhando porque esta lei marca que todos têm direitos, não há cidadãos de primeira e segunda, isto é o que estamos celebrando hoje. É uma mensagem muito importante que o Uruguai está emitindo ao mundo”, comentou Miranda.

O Senado uruguaio aprovou em abril a legalização do casamento homossexual por ampla maioria e com o respaldo de legisladores de todos os partidos políticos. A lei, criticada pela Igreja Católica e grupos de defesa da família, afirma que “o matrimônio civil é a união permanente, conforme a lei, de duas pessoas de distinto ou igual sexo”.

Loading...
Revisa el siguiente artículo