Igreja católica pede desculpas por abusos em pensionato no Reino Unido

Por BAND
Os abusos aconteceram por cerca de três décadas | Reuters Os abusos aconteceram por cerca de três décadas | Reuters

Um arcebispo escocês pediu desculpas, em nome Igreja Católica, aos alunos vítimas de abusos sexuais e físicos cometidos por religiosos durante três décadas num pensionato no norte do Reino Unido.

“É tão vergonhoso e perturbador que nesta escola tradicional (de Fort Augustus, na Escócia), um pequeno número de homens cristãos batizados, consagrados e ordenados tenham abusado física e sexualmente de quem eles deveriam tomar conta”, declarou neste domingo o arcebispo de Aberdeen, Hugh Gilbert, durante sua homilia.

“Nós torcemos muito para que uma investigação policial minuciosa seja feita. Devemos rezar por aqueles que sofreram”, acrescentou.

“A Igreja Católica da Escócia se interessa cada vez mais pelo assunto. Nós queremos compartilhar nossa experiência para que lições sejam tiradas e que as crianças sejam sempre protegidas”, afirmou o religioso.

As desculpas apresentadas por Gilbert acontecem seis dias depois que um documentário da “BBC”, mostrando antigos alunos do pensionato de Fort Augustus, fechado em 1993, foi ao ar. No programa, os alunos afirmam ter sido vítimas de abusos sexuais e físicos cometidos por padres.

Dois diretores do pensionato, situado às margens dos rios do Loch Ness, também são acusados no documentário de terem abafado o escândalo, que remonta aos anos 1950, 60 e 70. A polícia abriu uma investigação sobre o caso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo