"Ele é o homem mais procurado do planeta", diz advogado de Snowden

Por talita
Anatoly Kucherena, advogado russo de Edward Snowden, fala com jornalistas do lado de fora do aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou. 24/07/2013. REUTERS/Tatyana Makeyeva Kucherena, advogado de  Snowden, fala com jornalistas no aeroporto de Moscou| Reuters/Tatyana Makeyeva

O ex-prestador de serviço de uma agência de espionagem dos EUA Edward Snowden deixou discretamente o aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, nesta quinta-feira, após a Rússia conceder-lhe asilo temporário, encerrando um período de mais de um mês em que viveu no limbo da área de trânsito do terminal.

Um advogado russo que presta assistência a Snowden disse que o norte-americano, procurado nos Estados Unidos por vazar detalhes de programas de inteligência secretos do governo norte-americano, tinha ido para um local seguro, que não seria revelado.

Depois de passar semanas escondido de uma multidão de repórteres desesperados por um vislumbre dele, Snowden conseguiu escapar em um táxi sem ser notado. Imagens de seu passaporte mostram que ele obteve asilo por um ano, a partir de 31 de julho.

“Ele é o homem mais procurado do planeta Terra. O que você acha que ele vai fazer? Ele tem que pensar em sua segurança pessoal. Não posso te dizer onde ele está indo”, disse seu advogado, Anatoly Kucherena, à Reuters.

“Eu o coloquei em um táxi entre 15 e 20 minutos atrás e dei-lhe o certificado para obter o status de refugiado na Federação Russa”, disse ele. “Ele pode morar onde quiser na Rússia. É a sua escolha pessoal.”

O advogado disse que Snowden não ficaria em qualquer embaixada em Moscou, apesar de três países latino-americanos terem se oferecerem para abrigá-lo. Snowden estava bem, acrescentou Kucherena.

Snowden estava acompanhado por Sarah Harrison, uma representante do WikiLeaks, que confirmou que ele havia deixado o aeroporto.

“Gostaríamos de agradecer ao povo russo e todos os outros que ajudaram a proteger o sr. Snowden. Ganhamos a batalha — agora a guerra”, disse o WikiLeaks no Twitter.

Snowden, de 30 anos, chegou a Moscou a partir de Hong Kong em 23 de junho. Nicarágua, Bolívia e Venezuela lhe ofereceram asilo, mas não há voos comerciais diretos para a América Latina, causando-lhe o temor de que os Estados Unidos interceptariam sua fuga, impedindo que chegasse ao destino.

O caso de Snowden renova tensões nas relações entre a Rússia e os Estados Unidos, que buscam a extradição dele para enfrentar acusações de espionagem.

A Casa Branca já sinalizou que o presidente Barack Obama poderia considerar boicotar uma reunião planejada com o presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou, no início de setembro.

Mas um alto funcionário do Kremlin disse que as relações entre a Rússia e os Estados Unidos não seriam afetadas pelo caso, que ele disse ser “relativamente insignificante”.

“Nosso presidente tem manifestado… muitas vezes a esperança de que isso não afetará o caráter de nossas relações”, disse Yuri Ushakov, principal assessor de política externa de Putin, a jornalistas.

Ele disse que não havia nenhum sinal de que Obama fosse cancelar a visita planejada para setembro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo