Guido Mantega afirmou que Brasil apoia o pacote de ajuda à Grécia

Por Carolina Santos

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, desautorizou nesta quinta-feira o representante brasileiro no FMI, Paulo Nogueira Batista, e afirmou que apoia o pacote de ajuda à Grécia, informou o Ministério.

“O ministro da Fazenda conversou com a diretora gerente do FMI, Christine Lagarde, e manifestou apoio ao programa e à liberação de uma nova parcela de ajuda à Grécia”, afirmou um porta-voz do Ministério à AFP.

Mantega chamou Batista, que ocupa um posto rotativo que representa um grupo de 11 países, incluindo vários latino-americanos e caribenhos, no conselho de administração do Fundo, para viajar ao Brasil imediatamente para dar explicações após sua abstenção na votação do pacote de ajuda à Grécia na segunda-feira.

Para o ministro brasileiro da Fazenda, o diretor brasileiro se equivocou ao se abster nessa votação, em que “não consultou e não estava autorizado pelo governo”.

Batista divulgou nesta quarta-feira um comunicado em que afirma que “os recentes acontecimentos na Grécia confirmam alguns de nossos piores temores” e disse que existe uma frustração dos países emergentes com a política do Fundo de resgatar países europeus endividados, segundo a imprensa brasileira.

O FMI liberou na segunda-feira uma nova parcela da ajuda à Grécia, de 1,72 bilhão de euros, dentro do plano de resgate ao país. Esta quinta parcela eleva a 8,24 bilhões de euros a quantia entregue à Atenas pelo FMI.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo