Acidente de trem deixa 77 mortos e mais de 143 feridos na Espanha

Por Tercio Braga
Testemunhas relataram que vítimas foram esmagadas em um dos vagões |  Oscar Corral/Reuters Testemunhas relataram que vítimas foram esmagadas em um dos vagões | Oscar Corral/Reuters

Um grave acidente de trem deixou ao menos 77 mortos e feriu outras 143 pessoas em Santiago de Compostela, no norte da Espanha, nesta quarta-feira. Essa foi uma das maiores tragédias da história ferroviária do país. Os socorristas retiraram 73 corpos das ferragens do trem e quatro feridos morreram no hospital.

O acidente ocorreu por volta das 21h (horário local) desta quarta-feira, quando a composição se aproximava da estação de Santiago. Os vagões descarrilaram e um deles voou a mais de cinco metros de altura.

“O trem estava indo muito rápido. Parece que, em uma curva, ele começou a torcer, e os vagões foram empilhados uns em cima dos outros”, contou Ricardo Montesco, passageiro sobrevivente, à rádio Cadena Ser.

“Várias pessoas foram esmagadas. Nós tentamos nos espremer para fora do vagão e percebemos que o trem estava pegando fogo. Havia cadáveres”, acrescentou Ricardo. A composição viajava com 247 pessoas.

Causas

O governo espanhol descartou, inicialmente, a hipótese de um atentado terrorista. O presidente do governo (equivalente ao primeiro-ministro), Mariano Rajoy, convocou uma reunião de emergência com seus ministros. Segundo um porta-voz, ele chegará a Santiago na manhã de hoje.

De acordo com informações do jornal “El País”, o descarrilamento pode ter ocorrido por excesso de velocidade. O operador do trem, que escapou ileso, admitiu aos policiais que viajava rápido.

Fontes da companhia ferroviária Renfe informaram que a velocidade máxima em curvas deveria ser de 80 km/hora. Segundo o operador, o trem estava a quase 200 km/hora quando passou por uma curva anterior.

Loading...
Revisa el siguiente artículo