"Cristo bota fé nos jovens", afirma papa Francisco

Por fabiosaraiva

O papa Francisco destacou a importância do papel dos jovens na construção do futuro da sociedade em seu primeiro discurso no Brasil. O pontífice falou no primeiro compromisso com autoridades, políticos e religiosos na tarde de ontem, no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, zona sul. “Cristo bota fé nos jovens e confia-lhes o futuro de sua própria causa: ide, fazei discípulos. Também os jovens botam fé em Cristo. Eles não têm medo de arriscar a única vida que possuem, porque sabem que não serão desiludidos. A juventude é a janela pela qual o futuro entra no mundo. E por isso nos impõe grandes desafios”.

O pontífice, que é argentino, também se mostrou feliz por visitar a América Latina em sua primeira viagem oficial. “Quis Deus na sua amorosa providência que a primeira viagem internacional do meu pontificado me consentisse voltar à amada América Latina, precisamente ao Brasil. Aprendi que, para ter acesso ao povo brasileiro, é preciso ingressar pelo portal do seu imenso coração; por isso permitam-me que nesta hora eu possa bater delicadamente a esta porta”.

O papa destacou a diversidade dos jovens reunidos no Rio para a JMJ. “Estes jovens provêm dos diversos continentes, falam línguas diferentes, são portadores de variadas culturas e, todavia, em Cristo encontram as respostas para suas mais altas e comuns aspirações e podem saciar a fome de verdade límpida e de amor autêntico”. Após o encontro, o pontífice seguiu à residência oficial da Arquidiocese, no Sumaré.

Já a presidente Dilma Rousseff lembrou das manifestações dos jovens durante as últimas semanas. “A juventude brasileira clama por mais direitos sociais, mais educação, melhor saúde, mobilidade urbana. Os jovens exigem respeito, ética e transparência. Querem que a política atenda aos seus anseios e não seja território das regalias”.

Dilma também destacou a parceria do governo com a Igreja Católica na busca pela redução das desigualdades sociais e da pobreza. “Sabemos que temos diante de nós um líder religioso sensível aos anseios de nossos povos por justiça social, por oportunidade para todos e dignidade cidadã. Lutamos contra um inimigo comum, a desigualdade, em todas as suas formas”. Participaram da cerimônia o vice-presidente da República, Michel Temer, os presidentes do Senado, Renan Calheiros, da Câmara, Henrique Alves e do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o governador Sérgio Cabral.

Loading...
Revisa el siguiente artículo