JAC T5: SUV chinês promete espaço, mas acabamento deixa a desejar

Por www.autopapo.com.br

Quer comprar um SUV? Já pensou em um modelo chinês?

Uma opção é o JAC T5, comercializado com o câmbio manual de seis velocidades ou com o automatizado do tipo CVT.

Se vale a pena? Assista ao teste que gravamos com as duas opções e tira suas conclusões.

Veja o vídeo:

Ficou claro que o espaço interno do SUV é muito bom, mas o acabamento nem tanto. Os encaixes mostram rebarbas que denotam falta de capricho e qualidade do plástico que reveste painel e portas é péssima, muito duro.

O motor é correto, com funcionamento suave e entrega de força linear. Como o torque máximo acontece em rotações elevadas – na casa de 4.000 rpm – é preciso esticar as marchas para um desempenho mais vigoroso. O acerto da injeção do motor não compensa bem a temperatura. O desempenho enquanto frio é muito inferior ao que se tem quente. Nas manhãs geladas o T5 chega a apresentar dificuldade em subidas íngremes.

A suspensão é macia e confortável. Parece que os chineses entendem melhor o nosso piso que a escola europeia, que acostumada com pavimentação de melhor qualidade acaba por produzir veículos muito duros para a nossa realidade. Em função dessa maciez, nas curvas ele inclina um pouco mais, porém nada que represente risco um uso familiar.

Leia mais em: www.autopapo.com.br

Loading...
Revisa el siguiente artículo