Salão de Tóquio: SUVs da Toyota e Nissan a caminho do Brasil

Salão de Tóquio está focado no futuro, mas Toyota anuncia que fará SUV de sua marca popular a Daihatsu por aqui. Nissan prepara retorno do X-Trail e confirma elétrico Leaf para o ano que vem

Por www.autopapo.com.br
Salão de Tóquio: SUVs da Toyota e Nissan a caminho do Brasil

Salões do Automóvel são cada vez mais vislumbres do futuro. No Salão de Tóquio, onde o AutoPapo está, o flerte com o amanhã é intenso. Poderia, quem sabe, ser o “Salão de 2030”, pois todas as marcas exibem soluções que serão viáveis entre 2020 e 2030. Futurologia a parte, vamos vestir os sapatos do presente e mostrar o que interessa ao mercado brasileiro. O primeiro é um SUV da Toyota, que tem tudo para agradar por aqui, mas que no Salão foi exibido pela Daihatsu.

O conceito acima é obra da Daihatsu,  uma das marcas mais antigas do Japão e que foi totalmente incorporada à Toyota no ano passado. Chamado de  DN Trec  segue a linha da marca, que prioriza modelos compactos. O conceito do SUV tem 3,98 m de comprimento, 1,69 m de largura e 1,60 m de altura. O motor é 1.2 l a gasolina. A previsão é que o DN Trec entre em produção em 2020 ou 2021. Vale destacar que a Daihatsu produz veículos de baixo custo e, agora que é controlada pela Toyota, vai mirar mercados emergentes.

Outra novidade da Toyota foi o anúncio de que será desenvolvida uma alternativa flex para o Prius. A tecnologia faria do modelo o primeiro híbrido do mundo com esta opção. Mas o clima dominante no estande da Toyota é do vislumbre do futuro, com vários modelos elétricos ou autônomos que só estarão à venda dentro de alguns anos.

Um novo táxi que faz lembrar os londrinos e um ônibus com célula a combustível (fuel-cell) que vai rodar nas olimpíadas de 2020 em Tóquio. Também houve muita badalação entorno de um conceito chamado TJ Cruiser, um misto de van com SUV. Tão quadrado quanto uma caixa de ferramentas,  segundo a própria fábrica.

Desculpa e novidades
Um dos destaques do salão foi o presidente mundial da Nissan, antes de iniciar sua apresentação, ter pedido desculpas públicas pelo recall de 1,2 milhões de carros em virtude de problemas do aço fornecido pela também japonesa Kobe Steel.

Já os executivos de sua filial brasileira confirmaram – para 2018 – o início da comercialização do elétrico Leaf. Até então, ele foi utilizado experimentalmente por taxistas e algumas empresas.

Foi anunciada também mais um SUV no nosso mercado, que deverá ser o X-Trail (abaixo). Será, na verdade, a volta do modelo, que já foi comercializado por aqui.

X trail

Salão de Tóquio paroquiano
O Salão de Tóquio sempre se caracterizou por ser doméstico, ou seja, voltado particularmente para o mercado local. Por isso a ausência de quem não vende no mercado japonês como as norte-americanas: Ford, GM e Chrysler. As coreanas  e chinesas também ignoram a mostra. Das europeias, presença marcante das alemãs (VW, Audi, Porsche, BMW e Mercedes) e discreta da Volvo, Renault, Peugeot e Citröen.

Mas o volume de presenças se encorpa com as motos e caminhões japonesas, além de autopeças locais e europeias.

Por falar em motos, vale destacar as tecnologias apresentadas por Honda e Yamaha, de motocicletas que não caem e se equilibram sozinhas ou em baixas velocidades (até 5 km/h), quando estatisticamente são grandes as chances de tombos.

O conceito Cross Hub da Yamaha também foi um destaque. Isso mesmo. Você não leu errado. A Yamaha preparou um conceito de uma picape. Veja as fotos abaixo.


Veja os vídeos do Salão:

Fonte: www.autopress.com.br

Loading...
Revisa el siguiente artículo