Nova geração do Cayenne fica mais completa para 'voar na pista'

Por www.autopapo.com.br
Na versão mais potente, Cayenne conta com motor turbo que entrega 440 cv de potência - | Divulgação
Nova geração do Cayenne fica mais completa para 'voar na pista'

A Porsche apresentou a terceira geração do Cayenne. A novidade conta com maior “cavalaria” que o predecessor, além de novos sistemas de transmissão, freios e faróis, entre outros. O utilitário esportivo já está garantido para o Brasil, mas ainda não tem preços definidos por aqui.

A maior mudança foram os ajustes que arrancam mais potência do motor. Na versão de entrada, o Cayenne conta com motor turbo 3.0 litros de seis cilindros, que entrega 340 cv de potência – 40 cv a mais que o antecessor. O torque é de 46 kgfm. A velocidade máxima é de 245 km/h. O veículo vai de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos.

Já a versão S, mais potente, conta com motor 2.9 litros, que entrega 440 cv de potência e 56 kgfm de torque. São 20 cv a mais que a geração anterior. A configuração atinge a velocidade máxima de 265 km/h e leva, segundo a fabricante, 5,2 segundos para ir da inércia aos 100 km/h. As duas versões contam com tração integral.

Outra novidade do novo Cayenne é a caixa de câmbio de oito velocidades que, de acordo com a Porsche, é responsável por grande parte do ganho em potência. Segundo a marca, os tempos de resposta foram reduzidos e as marchas mais baixas ficaram mais curtas.

O SUV também ganhou um novo sistema de faróis, que conta com recursos opcionais. Um sistema de iluminação dinâmico, o PDSL, deve ser adquirido separadamente, e oferece diferentes modos de funcionamento para se adaptar a curvas, estradas, e outros. As lâmpadas de iluminação, mesmo sem o opcional, são de LED.

Na carroceria foram poucas as mudanças. O Cayenne ganhou 63 milímetros no comprimento e perdeu 9 milímetros na altura, “enxugando” 65 kg no peso. O bagageiro, segundo a marca, tem agora a capacidade de 770 litros, 100 litros a mais que o antecessor. As entradas de ar na dianteira ficaram maiores e as linhas horizontais mais leves, buscando enfatizar o aspecto esportivo.

Por fim, o utilitário esportivo conta com uma nova opção de sistema de freios com revestimento de carboneto de tungstênio: o PSCB, na sigla em inglês. A novidade tem as pinças pintadas em branco e discos adquirem brilho ao longo do uso. É coisa para quem busca um visual diferenciado, já que os já adotados freios de cerâmica PCCB são mais avançados, segundo a montadora.

Além dessas alterações, Cayenne e Cayenne S contam ainda com uma profusão de equipamentos eletrônicos que oferecem a adaptabilidade do veículo a diferentes terrenos e mais segurança aos ocupantes. Entre eles estão controle dinâmico de chassi, controle de tração, controle de amortecimento e suspensão pneumática adaptativa. Com esses itens, a Porsche é capaz de oferecer diferentes modos de direção para o SUV..

A terceira geração do Cayenne já está garantida para o mercado brasileiro e deve chegar no segundo semestre de 2018. Os preços para o país ainda não foram divulgados, mas na Alemanha a versão de entrada custará 74.828 euros e a versão S, 91.964 euros.

Veja a galeria:

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo