Turbinado, Chevrolet Tracker agrada e promete conforto extra

Por Eliane Quinalia
Automóvel alcança a máxima de 198 km/h - | Divulgação
Turbinado, Chevrolet Tracker agrada e promete conforto extra

Pelo mover dos pescoços de quem o vê, o design externo do Chevrolet Tracker agrada. E muito. Mesmo assim o grande destaque do utilitário da marca da gravatinha fica por conta do motor turbo com injeção direta e 153 cv de potência, que disponibiliza toda a sua força já a partir das 2.000 rpm. Aliás, essa é a maior vantagem do turbo: muito vigor em baixas rotações. Os aspirados só mostram do que são capazes quando já estão “gritando”, lá pelas 4.500 rpm.

Ao volante, agradável posição de dirigir elevada, fácil acesso aos comandos (alguns deles no volante) e muito conforto. Mas atrás a situação não é a mesma. Embora os SUVs tenham a tendência de oferecer muito espaço para os ocupantes na traseira, já que assentos mais altos permitem melhor aproveitamento horizontal, no Tracker os adultos com maior estatura ficam com os joelhos apertados contra os encostos dos assentos da frente. A solução é manter as pernas abertas, o que elimina a possibilidade de um terceiro passageiro, mesmo que seja uma criança.

Desempenho
O desempenho do Tracker é elogiável. Muita força e agilidade, principalmente em trânsito urbano – quando as rotações normalmente estão na faixa ideal para o motor turbo. Na estrada, nada de excepcional, mas há ligeira sobra de potência para o uso familiar. A transmissão automática convencional de seis velocidades é suave e relativamente rápida nas mudanças. No entanto, peca no sistema de acionamento sequencial por não possuir borboletas no volante.

A direção elétrica com assistência variável garante leveza nas manobras e firmeza na estrada. A suspensão firme absorve bem as irregularidades do terreno de forma silenciosa e proporciona boa estabilidade. A ausência de auxiliar de partida em rampas em um veículo dotado de sistema Start/ Stop, porém, faz com que o veículo desça perigosamente em locais inclinados. No intervalo de tempo entre o momento em que o motorista tira o pé do freio e que o motor entre em funcionamento, ganhe rotação e comece a tracionar não há nada que segure o veículo. Para evitar o incômodo o jeito é desativar o Start/ Stop.

Outras ausências lamentáveis são a falta de controle eletrônico de estabilidade e, principalmente, de controle de tração – sobretudo em um veículo turbo que tem picos de torque explosivos. Nas arrancadas em piso molhado, no momento da “entrada da turbina”, o utilitário chega a perder completamente a aderência. O SUV também não tem modernas tecnologias presentes nos primos Cruze e S10, como alerta de risco de colisão e sistema de manutenção de faixa de rolamento.

No conteúdo os destaques são sistema de supervisão de pontos cegos dos retrovisores, câmera de ré, chave presencial, teto solar, ar-condicionado com uma só zona sem saída para os ocupantes traseiros e rodas de alumínio com 18”, entre outros.

Espaço interno e acabamento
O interior é bonito, moderno e bem acabado, mas um veículo de sua categoria merece materiais mais agradáveis ao toque. Quase toda a forração interna é em plástico e apenas uma minúscula parte do painel é acolchoada.

Faltam saídas de ar condicionado e tomadas USB para os passageiros no banco traseiro. O porta-malas com capacidade de apenas 306 litros está entre os menores do segmento. O sistema multimídia com tela touch de 7″ permite conexão com celulares Android e iOS, viva-voz por Bluetooth e conexões por USB, auxiliar e áudio streaming.

OnStar
O sistema OnStar é mais que o sistema de infotenimento usual dos concorrentes. Além das funções de segurança, que atende aos seus pedidos de socorro e até envia resgate automaticamente em caso de indícios de colisão, age como se fosse uma secretária 24h ao seu dispor.

Ao toque de um botão, um atendente humano (não é gravação) entra em contato por meio de um sistema de telefonia embutido no carro e pode fazer reservas em hotéis, informar sobre notícias ou enviar qualquer rota para o GPS do veículo. Outras funções podem ser acionadas por aplicativo no celular, como limite de velocidade e raio máximo de funcionamento, além de alerta sobre região de rodízio ou restrição de tráfego.

Veja a galeria:

Loading...
Revisa el siguiente artículo