T5 da Jac Motors pode ser produzido no Brasil ainda este ano

T5 da Jac Motors pode ser produzido no Brasil ainda este ano
Por: Autopapo.com - Boris Feldman

A evolução dos chineses ainda é lenta e falta muito para que cheguem no patamar de mercados tradicionais. Porém, alguns produtos começam a mudar essa história. Um exemplo é o T5, utilitário esportivo da JAC. Agora, o modelo está disponível com transmissão automática CVT e pode almejar atender a clientela de tradicionais líderes de mercado.

O espaço interno do T5 é bom. Muito conforto na dianteira e, mesmo com o assento do motorista ajustado para alguém de 1,84m, ainda sobram cinco dedos de folga para os joelhos para quem senta no banco traseiro. Embora o visual interno seja agradável, os materiais empregados são de baixa qualidade. O plástico que reveste o painel e as portas é duro e deixa várias rebarbas, como falha de acabamento. Outro pecado é a falta de iluminação própria no botão de ajuste dos retrovisores externos.

O motor é bem ajustado, com funcionamento suave. Como o torque máximo acontece em rotações elevadas, as 4.000 rpm, é preciso esticar as marchas para um desempenho mais vigoroso. A injeção do motor , porém, não compensa bem a temperatura. O desempenho enquanto frio é muito inferior ao que se tem quente. Nas manhãs geladas chega a apresentar dificuldade em subidas íngremes.

A transmissão automática CVT é o que há de mais moderno, proporcionando conforto e economia de combustível.

A variação da relação de transmissão é suave e adequada ao perfil de desempenho do motor, mas consideravelmente lenta nas reduções.

Nas arrancadas e em subidas íngremes o sistema oscila ligeiramente, com discretos tranquinhos ao sair da imobilidade. Faltam borboletas no volante para troca manual das seis marchas, que só podem ser comandadas pela alavanca do câmbio. O acréscimo de R$ 7 mil em relação à versão manual é superior à média praticada no mercado.

A suspensão é macia e confortável. Parece que os chineses entendem melhor a qualidade do nosso asfalto. Em função dessa maciez, nas curvas ele inclina um pouco mais, mas nada que represente risco.

A versão testada, a mais completa, Pack 3, é bem recheada: ar condicionado digital, ajuste de altura para o assento do motorista e volante, computador de bordo, controle de tração e de estabilidade, assentos em couro, câmera de ré, multimídia com tela de 8”, entrada HDMI, espelhamento para certos modelos de celulares, assistente de partida, luz diurna e, vidros, espelhos e travas elétricos. Há promessa do fabricante de que o modelo seja produzido no Brasil ainda este ano.

Confira mais detalhes do modelo:

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo