MP do Paraná faz buscas em escritório de Ricardo Barros, líder de Bolsonaro na Câmara

Por Estadão Conteúdo

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público do Paraná e a Polícia Civil cumprem na manhã desta quarta-feira (16), um mandado de busca e apreensão no escritório do deputado Ricardo Barros (PP) em Maringá, a 430 km da capital, Curitiba.

Barros é líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados e foi ministro da Saúde do governo Temer, além de prefeito de Maringá.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
Aeroporto de Guarulhos abre laboratório para testes de covid-19
Enel volta a notificar clientes com contas atrasadas sobre corte de energia

Segundo os investigadores, ao todo são cumpridos oito mandados de busca e apreensão no âmbito de investigação sobre supostas irregularidades em contratos de energia elétrica e compras de equipamentos no Paraná.

Barros afirmou estar tranquilo e em total colaboração com as investigações do Ministério Público do Paraná. Em nota, o gabinete do deputado informou que "o parlamentar reafirma a sua conduta ilibada e informa que solicitou acesso aos autos do processo para poder prestar mais esclarecimentos à sociedade e iniciar sua defesa." O texto também informa que "Ricardo Barros, relator da Lei de Abuso de Autoridade, repudia o ativismo político do Judiciário".

Loading...
Revisa el siguiente artículo