Kanye West critica gravadoras e publica vídeo em que urina em Grammy

Artista afirma que quer comprar as suas gravações originais de volta da Universal Music Group, mas que não tem retorno

Por Metro Jornal

O rapper Kanye West usou a rede social Twitter para protestar, a sua maneira, contra os modelos de contratos propostos por grandes gravadoras a artistas.

Em dezenas de publicações, ele compartilhou seus contratos com a Universal Music Group na urinou em um troféu do Grammy, principal premiação da música. “Acreditem em mim, não vou parar”, disse o artista na legenda que acompanhou o vídeo polêmico.

Para West, as gravadoras prejudicam os artistas com a inclusão de custos escondidos, como “taxas de distribuição”, ou a retenção das gravações originais. Os ataques tiveram como alvo principal a Universal Music, que detém os direitos autorais do rapper.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
South Park tem especial de 1h sobre a pandemia
Parques temáticos reabrem em São Paulo em 23 de setembro

“Nós ficamos confortáveis em não ter o que merecemos. Eles nos permitem ter um pouco do dinheiro da tour, algumas correntes de ouro, um pouco de álcool e mulheres e números falsos e alimentam nossos egos. Mas não nos deixam possuir nossas gravações”, afirmou.

O músico afirma ainda que está tentando comprar as gravações originais de sua obra, mas que não tem o retorno da gravadora. “Eles não me dizem quanto elas custam porque sabem que posso pagá-las. Minhas crianças serão donas das minhas gravações, não as suas crianças.”

A Universal Music Group não se manifestou sobre os ataques do artista.

Loading...
Revisa el siguiente artículo