Paulistanos encontram caos em agências do INSS, que não reabriram na data divulgada

Por Metro Jornal

Filas, aglomeração e unidades fechadas. A reabertura das agências do INSS anunciada para segunda (14) foi marcada por frustração de muita gente que aguardava há quase seis meses para ser atendida.

As cenas de pessoas idosas ou com problemas físicos à espera de finalmente conseguirem passar por perícia para receber benefícios previdenciários se repetiram por todo o país. Apesar do comunicado de que voltaria a atender presencialmente, o INSS não contou com o trabalho dos médicos que realizam perícias, um dos serviços mais demandados pela população. Já em São Paulo, decisão judicial impediu a reabertura de todas as unidades do estado.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

A maior queixa de quem estava agendado para a segunda-feira foi a falta de comunicação. “Marquei perícia para hoje [ontem], liguei para a Previdência, foi confirmado, mas agora eles não têm nem a humildade de colocar funcionário aqui na porta para dar informação, é revoltante. Aqui tem gestante, pessoa com criança de colo, idosos. É desumano”, reclamou à BandNews um homem que aguardava em frente à agência em Salvador (BA)

No site do INSS, a informação sobre o cancelamento das perícias foi acrescentada apenas ontem no texto sobre a reabertura.

INSS não abre nada data esperada Muita gente com agendamento em São Paulo ficou sabendo do cancelamento apenas na porta da agência / Folhapress

O instituto confirmou problemas com os avisos de cancelamento. “Durante o final de semana foram emitidas comunicações pelo Meu INSS e pela Central 135 para evitar que os segurados com perícia agendada se dirigissem às agências, mas nem todos tiveram acesso a essas comunicações”, diz em nota.

O Metro Jornal tentou ontem utilizar o telefone 135 para mais informações sobre reagendamentos, mas uma gravação informou, em cinco ligações diferentes, que as linhas estavam ocupadas.

De acordo com o INSS, todos que tinham perícia agendada nesta semana devem tentar remarcação pelo telefone ou no Meu INSS (gov.br/meuinss, site e aplicativo).

Peritos

Cerca de 600 do total de 1.500 unidades deveriam reabrir ontem em todo o país. Mas a Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais afirma que apenas 12 de 800 instalações vistoriadas tinham condições para a volta segura dos médicos e por isso pediu aos profissionais que não retornassem até as adequações necessárias. Por conta da decisão, entre as agências que abriram, foram realizados apenas os serviços de avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional.

O INSS disse trabalhar da maneira mais rápida possível para realizar as adequações e liberar os consultórios aos médicos após novas inspeções da associação.

São Paulo

Nenhuma agência do estado de São Paulo funcionou ontem, apesar de filas e aglomeração na porta de unidades da capital e interior. Decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região impediu a reabertura à pedido do Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social no Estado de São Paulo.

A Justiça determinou que a retomada aconteça apenas após novas vistorias e apresentação de plano seguro das autoridades de saúde, além de testagem de covid-19 para todos os servidores do INSS do estado. Não há data para que isso ocorra. O INSS recorreu da decisão.  

Loading...
Revisa el siguiente artículo