Eleições 2020: São Paulo tem mais 4 nomes confirmados na corrida pela prefeitura

Por Caio Pussi - Rádio Bandeirantes

Neste fim de semana, mais quatro partidos realizaram convenções para definir nomes que disputam a prefeitura da capital paulista nas eleições municipais.

O PSDB oficializou o atual prefeito Bruno Covas para disputar a reeleição. O partido anunciou o vereador Ricardo Nunes, do MDB, como vice na chapa com o tucano – partido decidiu apoiar Covas na para a chefia do executivo municipal.

A ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, pediu a desfiliação do Solidariedade. A briga com a sigla começou após a ex-senadora apoiar o atual prefeito, contrariando o partido, que irá apoiar Márcio França (PSB).

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
Reabertura de agências do INSS é suspensa em São Paulo
ONU terá Assembleia Geral em versão online desafiadora com pandemia

Ao todo nove partidos irão apoiar Bruno Covas, maior aliança desta eleição. O governador João Doria e o seu vice, Rodrigo Garcia, estiveram presentes na convenção do partido tucano. O candidato à reeleição diz que sua campanha irá trazer a realidade de São Paulo para a população.

O pré-candidato do PT, Jilmar Tatto, também anunciou de forma oficial neste sábado a disputa à prefeitura de São Paulo. O nome da vice na chapa não foi anunciada por questões jurídicas, mas a expectativa é que seja uma mulher do próprio partido. O ex-prefeito da cidade, Fernando Haddad esteve presente na convenção do petista.

A presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, e o ex-presidente Lula não foram ao local e enviaram um vídeo de apoio ao candidato. Tatto diz que vai trabalhar para ajudar a população mais carente da capital paulista.

O PTB oficializou o advogado Marcos da Costa como candidato na chapa com a policial Edjane. O PSTU anunciou que Vera Lúcia irá disputar a prefeitura pelo partido.

Loading...
Revisa el siguiente artículo