São Paulo quer começar vacinação contra covid-19 em dezembro

Inicialmente, estado terá 46 milhões de doses a disposição do sistema público de saúde

Por Metro Jornal

O governo de São Paulo acredita no início da imunização contra a covid-19 com a vacina CoronaVac ainda em dezembro deste ano. A fórmula é produzida em parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac Biotech.

Se for aprovada, a vacina será distribuída no sistema nacional de Saúde – inicialmente serão 46 milhões de doses. “O aumento na importação e na capacidade de produção da vacina dependerá majoritariamente de uma decisão do Ministério da Saúde e de doadores”, explicou o governador João Doria (PSDB).

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
São Paulo confirma quase 10 mil novos casos de covid-19; veja balanço de quarta
Hospital de Campanha do Anhembi encerra atividades nesta terça

Até o fim do mês, segundo o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, a inserção de voluntários para receber as doses será encerrada. No total, 9 mil médicos e paramédicos receberam a dose na terceira e última fase de testes da vacina no Brasil – processo é feito em 12 centros de pesquisa de seis estados.

Depois, em outubro, será avaliada a resposta imunológica dos participantes para confirmar, ou não, a eficácia da vacina. Se o resultado for positivo, a fórmula será enviada para aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

“O processo está evoluindo muito rapidamente, as conversas com a Anvisa e os diversos órgãos são muito positivas e nós estamos muito esperançosos de que vamos conseguir cumprir esses prazos”, disse Covas.

Loading...
Revisa el siguiente artículo