Paraisópolis registra aumento de 237% no número de mortes por covid-19 em dois meses

Por Rádio Bandeirantes

Em pouco mais de dois meses, a comunidade de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, registra um aumento de 237% no número de mortes pela Covid-19.

Um levantamento do Instituto Pólis mostra que a taxa passou de 16 óbitos a cada 100 mil habitantes em maio para 54 falecimentos a cada 100 mil habitantes em agosto. Para realizar a pesquisa, a ONG usou dados da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
Operação faz buscas na casa de Ronnie Lessa e ex-vereador Cristiano Girão
Disparada no preço do arroz, óleo e outros itens da cesta básica assustam consumidor

No início do ano, os números da pandemia em Paraisópolis eram melhores do que a média da capital paulista. Em pouco mais de 2 meses, porém, a situação se inverteu, como explica Vitor Nisida, pesquisador do Instituto Pólis.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Vitor Nisida afirmou ainda que o perfil das pessoas que morreram por causa da covid-19 expõe a desigualdade social no estado. Os idosos representam a maior parte do índice de mortes na comunidade. Em maio, 8 moradores com mais de 60 anos morreram pela doença; em agosto, o número subiu para 30.

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde, informa que o distrito da Vila Andrade, onde está localizada a região de Paraisópolis, vem apresentando queda dos óbitos nos últimos meses. Destacou ainda que a comunidade está coberta pela "Estratégia Saúde da Família", com quase 60 mil pessoas cadastradas.

Loading...
Revisa el siguiente artículo