Ministro da Saúde projeta vacinação contra coronavírus para janeiro

Por Metro Jornal com Rádio Bandeirantes

Em uma reunião no Palácio do Planalto, o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que o Brasil vai começar a vacinar a população contra coronavírus em janeiro.

A previsão, segundo Pazuello, é que no início de 2020 já estejam disponíveis 100 milhões de doses da vacina, que está sendo produzida em parceria com a Fiocruz.

Além disso, a estimativa é que a segunda dose seja disponibilizada no segundo semestre do ano que vem.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

A afirmação de Pazuello foi dada à youtuber Esther Castilho, uma menina de 10 anos, que foi convidada pelo Presidente Jair Bolsonaro para participar da Reunião Ministerial.

A pedido do Chefe do Executivo, ela fez uma série de perguntas aos Ministros e Auxiliares Presentes, muitas delas foram formuladas pelo próprio Bolsonaro e repetidas pela blogueira.

Cautela

Especialistas como o ex-secretário nacional de Vigilância em Saúde Wanderson de Oliveira, que atuou no Ministério da Saúde na equipe do então ministro Luiz Henrique Mandetta, têm outra previsão para o início da vacinação.

Doutor em epidemiologia, Oliveira reforça, em entrevista à Rádio BandNews FM, que os resultados dos testes devem ser finalizados ainda em 2020, como promete a maioria das empresas e instituições envolvidas nas pesquisas. No entanto, o caminho da vacina até as redes pública e particular, com disponibilidade para toda a população, depende de análises de controle que podem estender mais esse processo.

Os chamados 'testes de bancada', que, diferentemente do que ocorre com vacinas de rotina, averiguam lote por lote, podem levar até 21 dias para serem finalizados.

O ex-secretário lembra ainda que muitos estados brasileiros terão de resolver problemas antigos de logística, necessitando reformas estruturais e estratégias de programas de imunização que precisam ser discutidos o quanto antes.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo