Rio de Janeiro registrou afogamentos e desaparecidos durante feriadão

Por Agência Brasil

Nesse feriadão de 7 de setembro, os dias de sol movimentaram as praias do Rio de Janeiro, apesar da proibição de permanência na faixa de areia, dentro do plano de flexibilização gradual das atividades econômicas e sociais da pandemia da covid-19.

Com o mar agitado e aviso de ressaca emitido pela Marinha, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) fez mais de 1.100 salvamentos marítimos no feriadão em todo o estado, sendo 632 apenas ontem. Na capital, foram mais de 900 ocorrências nos três dias, com 500 resgates na área operacional de Copacabana e 260 no Recreio dos Bandeirantes.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

LEIA MAIS:
Ex-PM marcava encontros para assaltar mulheres no RJ
Ministra da Agricultura promete baixar preço do arroz

Foram registradas três pessoas desaparecidas. No sábado (5), um adolescente desapareceu em Ipanema às 8h15. Um corpo foi encontrado às 10h de hoje e encaminhado para o Instituto Médico Legal para reconhecimento da família. Ainda não há confirmação se o corpo é do adolescente desaparecido no sábado.

Na Barra da Tijuca, um homem desapareceu na madrugada do domingo (6), mesmo dia que um menino desapareceu no Rio Guandu, em Seropédica, por volta de meio-dia. O Corpo de Bombeiros continua com essas duas ações de busca.

De acordo com o comandante das Atividades de Salvamentos Marítimos do CBMERJ, coronel Glauco Lorite, ontem foi o dia com mais ocorrências em todo o ano.

“O feriado de 7 de setembro já é o dia do ano com maior registro de acionamentos para salvamentos marítimos. Foram 632 em todo o estado. Isso corresponde a quase 10% de todas as ocorrências deste tipo que atendemos em 2020”.

No fim de semana passado, dias 29 e 30 de agosto, foram realizados 75 salvamentos marítimos no Estado. No fim de semana de 7 e 8 de setembro de 2019, o CBMERJ efetuou 102 socorros nas praias.

A corporação atuou no feriadão com um efetivo de 250 militares por dia na orla fluminense, com o apoio de motos aquáticas, lanchas, quadriciclos, drones e aeronaves.

Loading...
Revisa el siguiente artículo