AstraZeneca suspende testes de vacina contra coronavírus desenvolvida com Oxford

Por Metro Jornal

A AstraZeneca, responsável por desenvolver uma vacina contra a covid-19 em parceria com a Universidade de Oxford, anunciou nesta terça-feira (8) que suspendeu os testes clínicos.

A empresa, que já estava na fase final da vacina, resolveu interromper o desenvolvimento da droga depois que houve uma reação adversa grave em uma das cobaias do estudo. O caso ocorreu no Reino Unido, e a farmacêutica resolveu interromper os testes em todo o mundo, incluindo o Brasil.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Sobre o caso, a Anvisa enviou comunicado no início da noite desta terça-feira:

"A decisão de interromper os estudos foi do laboratório, que comunicou os países participantes. A Anvisa já recebeu a mensagem e vai  aguardar o envio de mais  informações para se pronunciar oficialmente".
Em nota, o Ministério da Saúde informou que o ensaio clínico já incluiu 18 mil participantes. A interrupção significa que não haverá, nesse momento, a inclusão de novos voluntários.
Aqueles que já estão em acompanhamento vão continuar em avaliação.  A pasta também reiterou que esse é um procedimento padrão de segurança durante os testes com uma vacina.

Loading...
Revisa el siguiente artículo