Padarias da Grande São Paulo têm aumento de 20% no faturamento

Recuperação, segundo sindicato, está relacionada com a liberação de abertura por até oito horas diárias

Por Lucas Herrero - Rádio Bandeirantes

As padarias da cidade de São Paulo e de municípios da região metropolitana veem uma recuperação no faturamento desde a liberação, em julho, do consumo interno. De acordo com o Sampapão (sindicato da categoria), as vendas já subiram 20% com clientes voltando a consumir nos estabelecimentos.

Dos 20 mil postos de trabalho perdidos na Grande São Paulo, o sindicato estima que a metade será recontratada até o fim do ano. O resultado positivo ocorreu principalmente a partir de 21 de agosto, quando as padarias puderam funcionar por até oito horas diárias. A recuperação completa dos estabelecimentos, porém, deve ocorrer somente no segundo semestre de 2021.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
Alistamento obrigatório nas Forças Armadas termina no dia 30 de setembro
Índia supera Brasil e se torna o segundo país com mais casos de covid-19 no mundo

“Nós ainda não estamos em pleno funcionamento, com aquela clientela toda de antes da pandemia, mas o movimento melhorou muito. Trabalhando oito horas, já podemos servir o café da manhã, o almoço e o happy hour", afirma Antero José Pereira, presidente do Sampapão.

Mesmo com o crescimento, uma pesquisa do Sebrae com a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) indica que o segmento das padarias é o único que não teve melhora no caixa de junho pra julho. O Sebrae acredita que a queda não foi significativa, até porque as padarias nunca fecharam e assim, não perderam tanto faturamento em comparação com cafés, restaurantes e bares.

"Ninguém fica sem a alimentação, sobretudo o pão, diário na mesa do brasileiro. Então os serviços de abastecimento não sofreram tanto porque todo mundo buscava. As padarias crescem menos porque não diminuíram tanto nesse período da pandemia", explica o diretor presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Loading...
Revisa el siguiente artículo