Escolas reabrirão em ao menos 107 cidades paulistas

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

Permitida pelo governo do estado a partir da próxima terça-feira (8), a reabertura das escolas para atividades presenciais, mas não curriculares, será autorizada por prefeituras de pelo menos 107 cidades, segundo levantamento realizado pela secretária estadual da Educação.

Na lista – não divulgada pela pasta – estão municípios que vão permitir a retomada parcial de colégios públicos e privados, como os que vão liberar só uma das redes. Na capital, a retomada já foi vetada pela prefeitura. As escolas estão fechadas desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, em março.

Inicialmente, a previsão do governo era de autorizar a reabertura para as aulas presenciais em 8 de setembro, mas, como em agosto o estado ainda não havia alcançado a condição de saúde necessária, a data foi prorrogada para 7 de outubro.

Em contrapartida, o governo autorizou uma retomada parcial das escolas a partir de 8 de setembro, mas só em cidades que estão há mais de 28 dias na fase 3-amarela da quarentena e desde que haja permissão da prefeitura local.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Em resolução publicada ontem no Diário Oficial, o governo do estado determinou que os estudantes podem escolher se desejam ou não voltar e que os colégios devem discutir a possibilidade de reabertura com a comunidade escolar.

As unidades que reabrirem semana que vem poderão, entre outras atividades, oferecer reforço escolar, acolhimento emocional e ações culturais e esportivas, além de liberar a sua infraestrutura para os alunos que não conseguem acompanhar as aulas remotas.

Os estabelecimentos devem adotar os protocolos sanitários, como exigir o uso de máscaras e oferecer álcool em gel, e só poderão receber entre 20% e 35% da sua capacidade – a depender da rede e da etapa de ensino.

A recomendação é priorizar as turmas dos 1º, 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e também as do 3º do ensino médio, já que estas são  etapas consideradas decisivas no processo de aprendizagem.

Capital já vetou retomada parcial

A cidade de São Paulo já está há mais de 28 dias na fase 3-amarela da quarentena, mas não terá nenhuma escola de qualquer rede reaberta a partir da semana que vem por ordem do prefeito Bruno Covas (PSDB).

O governo municipal vetou a retomada parcial, mesmo que para atividades não curriculares, com base em dois inquéritos sorológicos para a covid-19 realizados com alunos entre 4 e 14 anos da rede municipal.

Os testes mostraram que até 18,3% dos estudantes já tiveram contato com o novo coronavírus e que sete em cada dez não apresentam sintomas da doença. Os índices são superiores se comparados com os resultados dos inquéritos realizados com a população em geral.

Por conta disso, a prefeitura não vai autorizar a reabertura parcial em setembro e ainda discute se permitirá a retomada prevista para outubro. Se a opção for contrária, as escolas só deverão ser reabertas na capital a partir de 2021.

Covas já adiantou que a decisão deverá ser tomada ainda neste mês, quando tiver em mãos os resultados dos inquéritos sorológicos que serão realizados com estudantes das redes estadual e privada.

No último domingo, um grupo de pais, mães e profissionais de saúde protestou na avenida Paulista (centro) contra o fechamento das escolas na capital.   

Loading...
Revisa el siguiente artículo