RJ teve cinco governadores afastados em quatro anos

Por Band.com.br

Afastado temporariamente do cargo nesta sexta-feira, 28, após determinação do Superior Tribunal de Justiça, Wilson Witzel não é o primeiro governador do Rio a ser investigado por corrupção.

Apenas em um período de quatro anos, todos os cinco ex-governadores que foram eleitos e estão vivos foram presos em diferentes situações.

LEIA MAIS:
Previsão do tempo: fim de semana será quente e ensolarado em São Paulo
Sarampo: campanha de vacinação termina na segunda-feira

Somente Sérgio Cabral, entretanto, continua detido desde 2016. Ele já foi condenado a mais de 290 anos de prisão.

Moreira Franco, Anthony Garotinho, Rosinha Matheus recorrem em liberdade.

Moreira Franco foi preso em março de 2019 durante ação que também tinha como alvo o ex-presidente Michel Temer.

Garotinho foi detido três vezes entre 2016 e 2017, enquanto Rosinha ficou presa por uma semana em novembro de 2017 por crimes eleitorais.

Por fim, poucos dias antes do fim de seu mandato em 2018, Pezão foi detido.

Vale lembrar que Benedita da Silva e Nilo Batista, que nunca foram presos, ocupavam o cargo de vice-governador quando assumiram os mandatos.

Nilo substituiu Leonel Brizola, que renunciou para concorrer à Presidência da República. A situação se repetiu com Benedita e Garotinho.

Loading...
Revisa el siguiente artículo