Rússia pode anunciar segunda vacina contra a covid-19

Por Metro Jornal

A Rússia, que surpreendeu o mundo ao ser a pioneira em autorizar uma vacina contra o coronavírus Sars-CoV-2, responsável pela covid-19, anunciou que se prepara para aprovar uma segunda dose ainda no mês de setembro. Foi o que informou a vice-primeira-ministra do país, Tatiana Golikova.

A reunião governamental estava sendo televisionada pela imprensa estatal quando a vice-premiê disse a Vladimir Putin que os testes clínicos da vacina, ainda iniciais, seriam divugados até o fim do próximo mês.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

No mesmo dia do anúncio russo, a farmacêutica Moderna, uma das empresas que desenvolvem uma vacina experimental para a covid-19, afirmou que, em testes iniciais, a dose do imunizante induziu respostas imunológicas em idosos semelhante às de participantes mais jovens.

Segundo a empresa, isso sugere que a vacina provocará resposta imune similar em todos os grupos etários.

A vacina chamada de mRNA-1273 já está em fase final de testes humanos. Ao todo, segundo dados publicados em estudos da farmacêutica, são ao menos 13 mil voluntários nesta última fase, que garantirá a eficácia e segurança da imunização.

Segundo a empresa, se eficaz, serão necessárias duas doses da vacina para uma imunização completa. A OMS (Organização Mundial da Saúde) afirma que existem 173 vacinas em desenvolvimento contra o coronavírus. Destas, 31 estão em fase de testes clínicos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo