Jovem de 17 anos responderá por homicídio de manifestantes em Wisconsin, EUA

Por Metro Jornal

Um adolescente de 17 anos foi detido e acusado, nesta quarta-feira (26), por homicídio doloso em primeiro grau cometido na cidade de Kenosha, Winsconsin. Por volta das 23h45 da terça-feira (25), no horário local, Kyle Rittenhouse atirou na direção de manifestantes durante um protesto na cidade, causando a morte de ao menos duas pessoas, tendo ferido mais uma.

Rittenhouse fugiu da cidade após o tiroteio, e foi detido em sua cidade natal Antioch, no Estado de Illinois.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

LEIA MAIS:
Brasil tem mais um dia acima de mil mortes por covid-19; veja balanço de quarta
PF apreende 13 quilos de cocaína no aeroporto de Congonhas; francês é preso

O jovem era parte de um grupo de homens armados que estavam próximos a um posto de gasolina, pelo qual passaram os integrantes da manifestação. No Estado de Winsconsin, onde ocorreu o fato, cidadãos acima de 18 anos podem carregar armas livremente.

Num vídeo, é possível ver o adolescente – que não poderia estar portando armas de fogo – carregando um rifle AR-15 enquanto corre pela rua, com outros em seu encalço, tentando desarmá-lo. Rittenhouse então tropeça, dá meia-volta e começa a atirar contra os manifestantes.

O jovem consegue fugir facilmente da cena do crime, inclusive passando por um grupo de policiais, que ignoram as denúncias de outros manifestantes. Ainda no vídeo, vê-se um pedestre gritando para os agentes da polícia, dizendo "Ei, ele acabou de atirar neles!".

A manifestação pedia por justiça pelo atentado a Jacob Blake, homem negro de 29 anos que levou múltiplos tiros nas costas durante uma abordagem policial. Blake, que foi atingido pelos disparos em frente a seus filhos, continua no hospital, e pode ficar paralítico por conta do incidente.

Loading...
Revisa el siguiente artículo