Bolsonaro volta a evitar pergunta sobre repasses de Queiroz à Michelle

'Não tem uma pergunta decente para fazer?', respondeu o presidente a um jornalista

Por Metro Jornal

O presidente Jair Bolsonaro se recusou novamente a responder a um questionamento sobre o repasse de R$ 89 mil para a sua esposa, Michelle Bolsonaro, feito por Fabrício Queiroz. O episódio ocorreu nesta quarta-feira (26), durante viagem do político à Ipatinga, em Minas Gerais.

Bolsonaro foi questionado pelo repórter Eduardo Moura, da “Folha de S.Paulo”, e respondeu: “Com todo o respeito, não tem uma pergunta decente para fazer? Pelo amor de Deus.” O presidente não abordou mais o assunto.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
SP lança novos editais de fomento à projetos culturais; veja detalhes
Rio de Janeiro tem primeiro caso suspeito de reinfecção por covid-19

O repasse de Queiroz para Michelle voltou ao interesse público após quebra do sigilo bancário do ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos), senador e filho do presidente. No domingo (24), em visita à Catedral de Brasília, Jair Bolsonaro ameaçou um repórter do “O Globo” que questionou sobre a transação. “A vontade é encher tua boca com uma porrada, tá”, respondeu o presidente.

Fabrício Queiroz é suspeito de comandar um esquema de “rachadinha” no gabinete de Flávio, quando este ainda era deputado estadual do Rio. O crime consiste em coletar parte dos salários de funcionários públicos do parlamentar e redistribuir o dinheiro – configurado como peculato. Tanto o ex-assessor como o hoje senador negam as acusações.

Loading...
Revisa el siguiente artículo