Operação investiga 'empréstimo de armas' por milícia e tráfico no RJ

Quatro a cada cinco roubos de carro na capital fluminense tem relação com grupos criminosos

Por Metro Jornal

Uma megaoperação no Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta terça-feira (25), ao menos 185 pessoas acusadas de roubo, receptação e homicídios no estado. A ação, ainda em andamento, já registrou quatro mortes de suspeitos, sendo três no município de Resende, sul do Estado, e um em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

De acordo com a Polícia Civil, traficantes que dominam pontos de vendas de drogas de comunidades pelo estado emprestam armas à bandidos. Elas são usadas para roubos de veículos, residências, cargas, instituições financeiras e comércios. No total, mais de 500 policiais participam da operação, denominada Espoliador III.

Segundo inquérito, as quadrilhas de traficantes e milicianos são responsáveis por quatro a cada cinco roubos de veículos na cidade do Rio de Janeiro. Já entre os roubos de carga o envolvimento dos grupos criminosos na capital do estado é de três a cada cinco casos. No ano passado, a Polícia Civil indiciou 12.587 pessoas por roubo – aumento de 18,8% em relação a 2018.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
Desembargador que humilhou guarda em Santos começa a ser julgado nesta terça
Justiça torna réu tio de menina de 10 anos estuprada no Espírito Santo

Loading...
Revisa el siguiente artículo