Rússia apresenta carro elétrico de baixo custo que promete revolucionar o mercado de automóveis

Por Brenno Quadros

Para reduzir a emissão de gases poluentes na atmosfera, muitos países se comprometeram a abolir o uso de automóveis de combustível fóssil em seu território. É o caso da Noruega e da Dinamarca: a partir de 2025 e 2030, respectivamente, os países nórdicos vão permitir a circulação apenas de veículos elétricos suas ruas e estradas.
Entretanto, o custo de um carro elétrico ainda é muito elevado, comparado ao de um carro movido a gasolina ou diesel.

Porém, a Rússia acaba de se inscrever nessa corrida de emissões zero com um modelo proposto para primeiro quebrar o mercado europeu – dado o seu preço – e depois expandir para o resto do planeta. Conforme noticiou o portal da rádio argentina Mitre, o  novo 'Zetta' – 'Zero Emission Terra Transport Asset' – desenvolvido pela empresa russa de engenharia e manufatura 'REMC', custa aproximadamente 6 mil dólares (ou 30 mil reais, na cotação atual) e deve estar pronto para venda ainda este ano.

carro 3 Reprodução / Mitre

O pequenino Zetta tem dimensões semelhantes às de um 'Smart EQ Fortwo': 3,03 m de comprimento, 1,27 m de largura e 1,60 m de altura. Possui quatro motores elétricos, um em cada roda, que oferecem uma potência individual de 27 cavalos e 107 cavalos juntos, o que lhe permite atingir a velocidade máxima de 120 km/h.Os motores são alimentados por uma bateria de 10 kWh que, de acordo com a marca, permite ao Zetta atingir uma interessante autonomia de 200 quilômetros. O veículo também inclui um sistema de freios com ABS e controle eletrônico de estabilidade (ESP).

Carro 3 Reprodução / Mitre

O preço do Zetta – que será fabricado na cidade de Tolyatti, onde está localizado um grande complexo industrial – se deve aos baixos custos de montagem que a empresa conseguiu alcançar. Após os atrasos sofridos pelo projeto devido à crise do COVID-19, o REMC solicitou ao governo russo um empréstimo para cumprir as últimas etapas e iniciar o caminho final para a aprovação oficial do governo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo