PF faz busca em casa de envolvido em ameaça a consulado chinês em SP

Por Agência Brasil

A PF (Polícia Federal) deflagrou, nesta segunda-feira (24), a operação Pronta Resposta, para investigar ameaça de ataque terrorista contra o Consulado da República Popular da China em São Paulo. Em nota, a corporação esclareceu que um representante do escritório recebeu um e-mail com a intimidação, em que o remetente exigia o fechamento imediato do local e informava que, se não fosse atendido, iniciaria as investidas no endereço, já a partir desta segunda-feira (24).

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

O representante do consulado procurou a PF na sexta-feira (21). Com a urgência do caso, a corporação mobilizou agentes para localizar o suspeito de fazer a ameaça e, durante o plantão do final de semana, cumpriu mandados de busca e apreensão na residência do investigado, informa a PF na nota.

"Foram apreendidos computadores e aparelhos celulares em busca da motivação do crime e da eventual participação de outros envolvidos", disse a corporação. Atuaram na operação, o Grupo de Repressão à Crimes Cibernéticos e o Grupo de Pronta Intervenção.

Veja também:
Parques municipais retomam horário integral em São Paulo
Filme produzido por alunos da rede pública do Rio vence festival

Loading...
Revisa el siguiente artículo