Moradores da Casa Nem são deslocados para escola após ordem de despejo

Projeto que abriga e qualifica LGBTs em situação de vulnerabilidade foi expulso de imóvel em Copacabana

Por Metro Jornal

Os cerca de 50 moradores da Casa Nem, projeto sem fins lucrativos na capital fluminense, foram desalojados do prédio que ocupavam na Rua Dias da Rocha, em Copacabana, após ordem de despejo nesta segunda-feira (24).

É a segunda ação desempenhada pela Polícia Militar para desocupar o prédio, tendo a primeira sido interrompida por protestos de ativistas e moradores da própria Casa.

LEIA MAIS:
Brasil atinge 115 mil mortes pelo novo coronavírus; veja balanço desta segunda
Autora de boato sobre caixões de vítimas da covid-19 é indiciada

A organização fornece, desde 2016, abrigo, cursos e suporte psicológico para pessoas da comunidade LGBTQ em situação de vulnerabilidade social. O grupo foi movido para uma escola estadual, parada durante a pandemia do novo coronavírus, até poder concretizar sua mudança para outro prédio do Rio de Janeiro.

A administração estadual cedeu colchonetes, água e alguns alimentos para serem utilizados pelos moradores enquanto estiverem na escola.

De acordo com a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, a advogada Letícia Furtado esteve no local durante a ação de reintegração nesta manhã e afirmou que não foi necessário o uso da força pelos agentes da PM.

Loading...
Revisa el siguiente artículo