16% dos alunos de escolas municipais contraíram covid-19 em SP

Por Metro Jornal com Agência Brasil

A Prefeitura de São Paulo divulgou, nesta terça-feira (18), uma pesquisa que indica que cerca de 16% dos alunos entre 4 e 14 anos da rede municipal de ensino já testaram positivo para o novo coronavírus.

Cerca de dois terços (64,4%) dos estudantes que testaram positivo pelo coronavírus não desenvolveram os sintomas. O estudo mostra ainda que 25,9% dos jovens da rede municipal tem contato com pessoas com mais de 60 anos, grupo de risco para a covid-19.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Fundação Renova - agosto 2020

Para o prefeito Bruno Covas, os resultados mostram que não é possível retornar às aulas em setembro, seja na rede pública, seja nas particulares. O chefe do governo municipal antecipa que novas pesquisas serão feitas para avaliar a possibilidade da retomada do ensino presencial em outubro.

Ainda assim, o percentual entre alunos de escolas muncipais é maior do que o geral da capital paulista; estudo divulgado na semana anterior revela que cerca de 10,9% da população paulistana foi infectada pelo vírus.

O estudo foi feito a partir da testagem de 6 mil dos 676 mil estudantes da rede municipal, divididos por faixa de idade. Entre os mais jovens, o percentual foi de 16,5%; entre os mais velhos, 15,4%. Os números também variaram na divisão racial dos alunos: 17,8% dos participantes pretos e pardos tiveram contato com o vírus, enquanto apenas 13,7% dos estudantes brancos testaram positivo.

As famílias da maioria dos alunos informaram que aderiram completamente ao isolamento social (74,1%) e 24,1% disseram que cumpriram parcialmente as medidas para evitar o contágio com o vírus. Menos de 2% disse não ter seguido as recomendações.

A prefeitura pretende fazer uma nova pesquisa envolvendo também os alunos de escolas particulares e da rede estadual na capital paulista.

Loading...
Revisa el siguiente artículo