Steve Bannon é preso por acusação de fraude em fundo para construir muro

Ex-assessor de Donald Trump foi indiciado por crime de conspiração

Por Metro Jornal com BandNews FM

Steve Bannon, ex-assessor da campanha do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi preso nesta quinta-feira (30), indiciado por crime de conspiração para cometer fraude. A ação foi confirmada por um porta-voz da promotoria federal do país.

O alvo da operação, que também foi estrategista chefe da Casa Branca, foi detido com outras três pessoas: Brian Kolfage, Andrew Badolato e Timothy Shea. O grupo é acusado de fraudar doações em campanha para arrecadar fundos que seriam utilizados na construção de um muro na fronteira estadunidense com o México.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
Doria espera repasse federal de ao menos R$ 1 bilhão para produção da vacina Coronavac
SP calcula perda de 17 milhões de viagens e 120 mil demissões no turismo

Fundação Renova - agosto 2020

Em “We Built That Wall” (ou “Nós Construímos O Muro”, em português), foram levantados 25 milhões de dólares com doações de centenas de milhares de pessoas. Segundo a promotoria, parte do dinheiro arrecadado foi desviado para Brian Kolfage, considerado rosto público da fundação.

A defesa do ex-assessor ainda não se manifestou. Bannon é considerado o "guru" que levou Donald Trump ao Salão Oval da Casa Branca. Ele já foi elogiado publicamente pela família Bolsonaro e chegou a nomear o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como líder de um movimento conservador-nacionalista na América Latina.

Loading...
Revisa el siguiente artículo