Steve Bannon se declara inocente; fiança é fixada em US$ 5 milhões

Por Metro Jornal

Em audiência virtual na tarde desta quinta-feira (20), o ex-estrategista da campanha presidencial de Donald Trump, Steve Bannon, apareceu algemado e declarou-se inocente às acusações de fraude.

O ex-assistente de Trump compareceu ao "tribunal" em vídeo-conferência; no vídeo, ele veste máscara, camisa de botão e algemas. Enquanto aguarda julgamento, Bannon terá seu passaporte retido, e poderá viajar apenas para endereços em Nova York, Connecticut e Washington, DC.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Fundação Renova - agosto 2020

Ainda, o estrategista terá de pedir permissão da corte para viajar em aviões, iates e barcos particulares. Para aguardar o julgamento em liberdade, deverá pagar fiança de US$ 5 milhões, sendo US$ 1,75 milhão em dinheiro vivo.

O guru da propaganda política de extrema direita ajudou a arquitetar a imagem do então candidato republicano, e é acusado de arrecadar dinheiro de eleitores para a construção de uma barreira na fronteira entre Estados Unidos e México. A campanha, chamada "We Build the Wall" (em tradução livre, "nós construímos o muro"), acumulou centenas de milhares de dólares em doações virtuais.

Bannon e supostos cúmplices teriam utilizado o dinheiro para despesas pessoais. O presidente Donald Trump, cuja promessa de campanha foi a construção de um muro na fronteira com o México, diz não saber sobre o caso, e afirma não ter tido contato com o ex-estrategista desde 2016.

Loading...
Revisa el siguiente artículo