Família descobre morte de parente com covid-19 após 50 dias e diz que hospital não avisou

Por Metro Jornal

Um paciente que estava internado no Hospital Municipal Salgado Filho, no Rio de Janeiro, morreu no dia 1º de julho, mas a família afirma que só ficou sabendo nesta quarta-feira (19), 50 dias depois do óbito.

Paulo César dos Santos estava internado com covid-19 desde o dia 25 de junho e não tinha visitas por conta do isolamento. Em entrevista à TV Globo, a filha do paciente, Tainara Oliveira, disse que a família esteve em contato com o hospital durante todo esse tempo e que os funcionários afirmavam que ele passava bem.

Veja também:
Motoristas de vans escolares para pessoas com deficiência protestam na Alesp por auxílio
SP demite professora que questionou estupro de menina de 10 anos

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Fundação Renova - agosto 2020

Os familiares iam até o hospital, levavam roupa de cama limpa e pegavam lençóis sujos para lavar. Nesta quarta (19), Tainara tentou visitar o pai e descobriu que ele havia morrido há mais de um mês.  A família não sabe por quem ele foi enterrado, já que os documentos estavam todos com a filha.

O hospital afirmou que não conseguiu contato com os parentes de Paulo César e enviou um telegrama no dia da morte. A unidade disse ainda que o caso será investigado, "inclusive se houve algum reconhecimento do corpo".

Loading...
Revisa el siguiente artículo