Estiagem castigou sete estados brasileiros entre junho e julho

Por Metro Jornal com Agência Brasil

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) identificou aumento da estiagem em sete Estados do Brasil entre junho e julho. São estes Bahia Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Rio de Janeiro e Tocantins.

A maior mancha de seca grave identificada neste período está no Mato Grosso do Sul, que luta contra intensos focos de queimadas há meses.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Fundação Renova - agosto 2020

Em 25 de julho, as Forças Armadas, órgãos ambientais, Corpo de Bombeiros e brigadistas iniciaram a Operação Pantanal para combater o incêndio na região norte de MS.

A ferramenta também identifica que entre junho e julho a estiagem diminuiu em Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, e se manteve estável no Distrito Federal, Ceará, Goiás e Sergipe.

Mapa de secas entre junho e julho de 2020 Mapa de secas entre junho e julho de 2020 / Divulgação/ANA

Informativo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) descreve que até 2 de setembro, “as chuvas deverão diminuir na Região Nordeste e, não há previsão de chuva na região central do Brasil, que inclui a área do [chamado] Matopiba”, diz o boletim em referência ao acrônimo formado com as iniciais dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, que formam região produtora de soja, algodão milho, arroz, carne bovina e leite de vaca.

Loading...
Revisa el siguiente artículo