Doria espera repasse federal de ao menos R$ 1 bilhão para produção da vacina Coronavac

Por Metro Jornal

O governo de São Paulo espera um repasse federal de ao menos R$ 1 bilhão para a produção da vacina Coronavac pelo Instituto Butantan. A fórmula passa por terceira fase de testes e, caso a imunização seja comprovada, deve ser homologada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Em entrevista à Band, o governador João Doria (PSDB) afirmou ter protocolado um ofício ao ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, solicitando recursos para dobrar a capacidade de produção de doses.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
SP calcula perda de 17 milhões de viagens e 120 mil demissões no turismo
Poder Data: avaliação positiva do governo Bolsonaro sobe de 45% para 52%

Fundação Renova - agosto 2020

Entre dezembro e fevereiro do ano que vem, a expectativa paulista é produzir 45 milhões de doses pelo Instituto Butantan. Doria disse torcer para que o governo federal não politize o processo.

"Como entendemos que como não há disputa, não há razão de apoiar uma vacina e não apoiar a outra”, afirmou, em referência à liberação de crédito de R$ 1,9 bilhão para a produção de outra vacina pela Fiocruz. "Fizemos um ofício, protocolado ontem no Ministério da Saúde, solicitando o mesmo valor. Não queremos tirar recursos da vacina de Oxford.”

Loading...
Revisa el siguiente artículo