Anvisa libera mais uma possível vacina contra covid-19 para testes no Brasil

Cerca de 7 mil voluntários de sete estados, com 18 anos ou mais, participarão do estudo

Por Guilherme Oliveira - Rádio Bandeirantes

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou, nesta terça-feira (18), a realização do quarto estudo clínico no Brasil para uma vacina contra a covid-19 – doença causada pelo coronavírus Sars-CoV-2.

O trabalho é desenvolvido pela empresa Janssen Pharmaceuticals, do grupo Johnson & Johnson. Cerca de 7 mil voluntários com 18 anos ou mais vão participar dos testes, previstos para começar em setembro, na terceira fase dos estudos para a comprovar a eficácia da fórmula.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Veja também:
Estado e municípios de SP já investiram quase R$ 5 bi no combate à covid-19
Diferenças entre testes PCR e sorológico para covid-19 ainda geram dúvidas

Fundação Renova - agosto 2020

Eles serão escolhidos em sete estados: São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Norte. Os estudos já passaram pela primeira fase e estão na segunda nos Estados Unidos e na Bélgica.

No total, 60 mil voluntários em todo o mundo devem receber a dose da Ad26.COV2.S – nome da vacina em desenvolvimento. O teste será feito no modelo "duplo-cego", em que parte dos participantes receberá a dose e, outra parte, uma substância inativa, chamada placebo. Nem voluntários nem pesquisadores sabem qual substância é aplicada em cada pessoa.

A Anvisa já tinha autorizado outros 3 estudos de potenciais vacinas contra o coronavírus no Brasil: o da universidade britânica de Oxford em parceria com a Fiocruz; o da chinesa Sinovac Biotech com o Instituto Butantan; e o da americana Pfizer com a alemã BioNTech.

Loading...
Revisa el siguiente artículo