Câmara suspende auxílio-esposa e unifica auxílio-funeral em São Paulo

Por Vitor Lupato - Rádio Bandeirantes

A Câmara de São Paulo aprova de forma definitiva a suspensão do auxílio-esposa, pago a servidores homens casados ou que vivem com mulheres que não trabalham. O valor é considerado baixo, de R$ 3,39, mas quando somado gera um custo alto aos cofres públicos.

Só no ano passado, a Prefeitura de São Paulo desembolsou mais de R$ 500 mil com cerca de 13 mil funcionários que receberam o benefício.

O projeto aprovado pelos vereadores também altera outro ponto do estatuto do servidor: o auxílio-funeral. O benefício será fixado em R$ 4 mil para todos os servidores – inclusive para os que ganham mais. Aprovado em dois turnos na Câmara, o projeto segue para sanção do prefeito Bruno Covas.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Fundação Renova - agosto 2020

Veja também:
Prestes a reabrir para visitação, Cristo Redentor passa por sanitização
101 pessoas próximas a João Doria fazem teste para covid-19

Loading...
Revisa el siguiente artículo