Ex-premiê italiano quer tornar obrigatória vacina contra covid-19

Por Metro Jornal com Ansa

O ex-primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, propôs nesta terça-feira (11) a obrigatoriedade da aplicação da eventual vacina contra o coronavírus em todos os cidadãos do país.

Em sua newsletter semanal, o político rebateu a afirmação do atual primeiro-ministro Giuseppe Conte de que, quando lançada, a vacina não será aplicada compulsoriamente. Renzi, por sua vez, criou um abaixo-assinado para exigir que todos sejam obrigados a tomá-la.

"Ficamos fechados em casa por meses, mas se chegar a vacina deixaremos liberdade de escolha? Vamos parar com a brincadeira", escreve. "Se chegarmos à vacina contra a Covid, ela deverá ser obrigatória para todos. Obrigatória, não facultativa. Obrigatória!"

A petição é apoiada por aliados políticos do ex-premiê, incluindo a atual deputada Lisa Noja.

Primeiro-ministro entre fevereiro de 2014 e dezembro de 2016, Renzi lidera o partido de centro Itália Viva e faz parte da base aliada do governo Conte, porém adota uma postura de distanciamento crítico, especialmente em relação ao antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), seu antigo inimigo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo