Mães de alunos da rede municipal de SP reclamam de atraso no repasse do cartão-alimentação

Por Maju Arruda Leite - Rádio Bandeirantes

Mães de alunos da rede municipal de São Paulo reclamam de atrasos no repasse do cartão-alimentação da Prefeitura.

O programa Merenda em Casa foi criado para oferecer comida para as crianças enquanto as aulas estiverem suspensas pela pandemia. Antes, o repasse era exclusivo para famílias em situação de extrema pobreza e cadastradas no Bolsa Família.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Os valores dependem da etapa escolar: alunos da creche municipal recebem R$ 101 por mês, ensino infantil, R$ 63, e ensino fundamental, R$ 55. Os repasses são realizados no dia 4 de cada mês.

A auxiliar de limpeza Denise Marina, mãe de cinco filhos, depende dos R$ 320 do cartão para manter a alimentação das crianças. Desempregada, ela disse que até ontem nenhum dinheiro havia sido depositado. “Era para ter caído dia 4 e não caiu. Eu liguei na prefeitura e falaram que ia cair até o final da semana, que seria 7, mas não caiu”, afirma Denise.

Veja também:
Promotoria e Polícias deflagram operação contra advogados do tráfico
Escolas públicas e privadas voltam juntas, diz Covas

A Prefeitura de São Paulo ampliou em junho o benefício para mais 250 mil alunos de famílias que fazem partem do Cadastro Único.

A dona de casa, Gabrielly Santos, foi uma das beneficiadas. Mãe de uma estudante da Escola Municipal José Veríssimo, ela não consegue, porém, informações sobre quando o dinheiro será depositado. “Ligo na prefeitura e eles falam ‘ah só nos próximos dias’ e fica uma situação difícil”, disse.

Também desempregada, Maíra Varela, mãe de um aluno da EMEF José Bonifácio, segue na espera para receber o benefício. Ela tentou o contato com a escola, que não soube informar nenhuma data. “Quando chegou no dia 4 de agosto o benefício não tinha caído fui atrás do site e vi que várias mães também estavam reclamando. Entrei em contato com a escola e também disse que não sabe quando o benefício vai ser depositado”, conta Maíra.

Autoridades

Em nota, a Prefeitura de São Paulo afirma que o atraso no repasse deste mês ocorreu por causa da ampliação do cartão para todos os alunos da rede municipal.

Diz ainda que por isso, os valores que geralmente são creditados no quinto dia útil, em agosto, serão inseridos no sétimo dia útil, ou seja, nesta terça-feira, 11. Os novos cartões serão enviados às escolas municipais a partir de setembro.

Loading...
Revisa el siguiente artículo