Justiça veta retorno das particulares no Rio

Por Metro Jornal

Autorizado pela prefeitura desde o início da semana, o retorno das aulas presenciais nas escolas particulares do Rio de Janeiro (RJ) foi proibido na quinta (6) pela Justiça.

A medida, oficializada por decreto, era de adesão voluntária e permitia a retomada, com os devidos protocolos sanitários, das escolas que desejassem – e somente das turmas do 4º, 5º, 8º e 9º anos.

A Justiça, porém, suspendeu ontem o decreto e determinou multa diária de R$ 10 mil imposta ao prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) em caso de descumprimento.

A prefeitura informou que “não determinou a retomada de aulas em escolas particulares” e que não regula a reabertura do setor. A autorização, segundo o governo, é somente no campo da Vigilância Sanitária. “As escolas privadas que decidem se voltam ou não às aulas. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo