Voluntários recebem primeiras doses de vacina alemã contra covid-19 em São Paulo

Por Metro Jornal com Rádio Bandeirantes

Os testes da vacina desenvolvida em parceria entre o laboratório alemão BioNTech e a multinacional farmacêutica Pfizer começaram nesta quinta-feira (6) em São Paulo.

Por volta das 9h30 da manhã de hoje, catorze voluntários paulistanos já receberam as primeiras doses contra a covid-19. A segunda dose será aplicada daqui a 21 dias.

LEIA MAIS:
Pnad: Emprego atingiu nível mais baixo da série histórica entre abril e junho
USP estuda chances de alguém contrair covid-19 duas vezes

Ao todo, cinquenta pessoas deverão ser vacinadas como parte dos estudos clínicos até esta sexta-feira (7). A partir da semana que vem, o Centro Paulista de Investigação Clínica (Cepic) testará 150 voluntários por semana até chegar aos 500 previstos para o estado.

Podem participar qualquer pessoa entre 15 e 85 anos, que não tenham sido infectados pelo novo coronavírus. Também não poderão receber a vacina portadores de doenças crônicas não controladas (como diabetes e hipertensão).

O coordenador dos testes no estado, Cristiano Zerbini, afirma que ainda existem 450 vagas abertas, preenchidas através de uma inscrição online no site do Cepic.

"A gente vai entrar em contato, marcando um dia para a pessoa vir ao centro. Quando a pessoa vem aqui, primeiro, fazemos uma extensa história clínica, conversa bastante e o voluntário também faz os testes de PCR e de sorologia", explicou Zerbini. "Depois que o termo de consentimento é assinado, o voluntário já recebe a vacina no mesmo dia".

Algumas vagas devem ser reservadas para profissionais da saúde, moradores de comunidades e trabalhadores que tenham maior risco de contaminação, como motoristas de ônibus.

Loading...
Revisa el siguiente artículo