Homem armado faz reféns em banco na França; polícia fala em problemas psiquátricos

Por Metro Jornal

Um homem utilizou uma arma de fogo para render pessoas na cidade de Le Havre, no norte da França, na tarde desta quinta-feira (6). A polícia já está no local e conseguiu liberar, até às 17h, quatro reféns da cena.

Restam duas pessoas ainda mantidas junto ao suspeito dentro da franquia do banco Bred, na movimentada Boulevard de Strasbourg, no centro da cidade. Até o momento, não há informação de feridos ou mortos no local. Os dois primeiros reféns a serem liberados não estavam feridos.

A área foi isolada e o público foi instruído a ficar longe do banco enquanto as operações de resgate ocorressem.

LEIA MAIS:
USP estuda chances de alguém contrair covid-19 duas vezes]
FBI faz buscas na casa do youtuber Jake Paul

Fontes policiais afirmam que o homem de 34 anos já estava no registro da Justiça por ocorrências anteriores; o chefe da associação de policiais SGP Unite, Yves Lefebvre, disse à Reuters que o suspeito "já foi identificado e já estava sendo observado".

"Sabemos que ele passou por uma radicalização [ideológica] e sofre de uma grave doença psiquiátrica", disse.

Uma outra fonte, identificada pela agência apenas como um "agente policial sênior", afirmou que o homem havia feito comentários de apoio à luta do povo palestino por sua autodenominação política e geográfica. A fonte também afirmou que o sequestrador havia pedido acesso a uma motocicleta e às redes sociais.

Forças de elite da unidade de intervenção da polícia local, treinada para intervir em crimes com reféns, foi enviada à cena.

Loading...
Revisa el siguiente artículo