Governo do Líbano pede para que cidadãos fiquem em casa, diz brasileiro que vive em Beirute

Por Portal da Band

“Foi um tremor muito grande, parecia um terremoto. A gente pensou que haviam soltado alguma bomba na Síria. Eu estava a 30 quilômetros do local da explosão, e, mesmo assim, foi um impacto muito forte”, disse o brasileiro Samuel Neves, estudante de física que vive em Beirute, no Líbano.

Leia mais:
Governo do Líbano faz apelo por doação de sangue
No Dia dos Pais, consumidor prefere a compra online

Em entrevista ao Pulo do Gato, na Rádio Bandeirantes, ele ressaltou que o país está muito abalado. O governo do Líbano pediu que os cidadãos fiquem em casa, mas, quem precisar sair, que usasse máscara ou toalhas molhadas.

Outra recomendação foi, para quem puder, que deixasse a capital. Há a chance ainda, segundo ele, de uma chuva ácida por causa das substâncias que estão no ar.

Loading...
Revisa el siguiente artículo