Técnicos de patinação no gelo são investigados por assédio e abuso sexual

Por Metro Jornal com Ansa

Vinte e um treinadores de patinação no gelo estão sob investigação do Ministério do Esporte da França. O anúncio foi feito nesta terça-feira (2), na esteira de um escândalo de abusos sexuais de jovens patinadoras entre 1970 e 1990 revelado em fevereiro deste ano.

Dos investigados, 12 já estão sendo acusados por autoridades francesas por assédio sexual, e outros nove por abuso físico e verbal.

LEIA MAIS:
Grande explosão atinge Beirute e mata ao menos 10 pessoas
Covid-19: América Latina ultrapassa marca de 5 milhões de casos

As revelações começaram com a publicação do livro autobiográfico da ex-campeã de patinação Sarah Abitbol, que conta ter sido estuprada repetidas vezes por seu ex-técnico quando tinha entre 15 e 17 anos.

A atitude da francesa levou diversas outras atletas a contarem seus próprios casos de abuso. Em fevereiro, uma série de crimes contra patinadoras adolescentes entre as décadas de 70 e 90 causou a demissão do então presidente da Federação Francesa de Esportes no Gelo, Didier Gailhaguet.

Loading...
Revisa el siguiente artículo