Em baixa típica de segunda-feira, Brasil registra 556 mortes e 16 mil infecções por covid-19

Por Metro Jornal

A atualização diária das secretarias estaduais de Saúde brasileiras registram, nesta segunda-feira (3), um aumento de mais de 16,4 mil diagnósticos de covid-19 ao total nacional. O país está a menos de 150 mil casos de seu terceiro milhão de infecções, número acumulado desde o início da epidemia no Brasil.

No total de mortes, foram mais 556 registros nas últimas 24 horas, totalizando 94.660 vítimas fatais da doença neste ano. Os dados foram computados no Painel Covid-19 do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), alimentado a partir dos registros de cada secretaria estadual.

LEIA MAIS:
Dólar entra em agosto com tendência de alta e chega a R$ 5,31 nesta segunda
CIEE: Vagas de estágio e aprendiz voltam a crescer em junho

A baixa nos números, que chegaram a bater recorde diário na semana anterior e na penúltima, é explicada pela menor taxa de registros de casos e mortes durante o fim de semana e nos dias seguintes. Em geral, sábados, domingos, segundas e terças-feiras são dias em que ocorrências são menos registradas, com números de dias anteriores sendo computados mais tarde na semana.

Os últimos sete dias, 31ª semana epidemiológica, perderam apenas para a semana anterior (30ª) no acumulado de novos casos da covid-19. A penúltima semana de julho também foi a mais letal, com 7.714 mortes em sete dias.

Hoje, a taxa de letalidade se encontra embaixo, enquanto as taxas de mortalidade e incidência – que contam o número de mortos e infectados a cada 100 mil brasileiros – seguem em alta.

Loading...
Revisa el siguiente artículo