Vice-prefeito de Arujá é preso em operação que investiga desvios na saúde

Organização social contratada pelo município teria relação com tráfico de drogas, segundo a Polícia Civil

Por Metro Jornal

Uma operação da Polícia Civil de Guarulhos prendeu o vice-prefeito de Arujá, Márcio Oliveira (Republicanos), e outras cinco pessoas nesta quinta-feira (30). Eles são investigados por desvio de dinheiro na área da saúde da cidade, na Grande São Paulo.

No total, são 12 mandados de prisão temporária e 20 de busca e apreensão em nove municípios: Arujá, São Paulo, Guarulhos, Poá, Mogi das Cruzes, Suzano, Itu, Indaiatuba e Bertioga. Estão detidos dois familiares do político, uma gerente de hospital municipal e um membro de uma facção criminosa.

Veja também:
PIB dos Estados Unidos tomba 32,9% com avanço da pandemia de covid-19
Reforma administrativa que extingue órgãos é sancionada em São Paulo

Segundo a Polícia Civil, uma organização social contratada pela prefeitura para serviços de saúde teria ligações com o tráfico de drogas. O grupo estaria desviando verbas destinadas a hospitais da cidade. Ainda se apura possível lavagem de dinheiro e fraudes em licitações de serviços públicos.

A ação desta quinta é um desdobramento da operação Soldier Sporchi. O líder da possível organização criminosa, Anderson Lacerda Pereira, está foragido. Os presos foram levados ao 4º DP de Guarulhos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo